Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

uso externo

uso externo

05
Jan18

A ambição da exigência

Ricardo Jorge Pereira

«Aquilo que escrevo não é muito fácil de entender, é muito ambicioso e as pessoas gostam é de Facebook e de mensagens e as outras coisas não lhes interessam. A gente vive na nata das coisas. Se um livro ou uma música exige mais de si, a gente gosta é de ouvir as parvoíces do Tony Carreira. Mas ouvir os quartetos do Beethoven , que são difíceis, está quieto ou mau. Porque a cultura da mediocridade tem imensas vantagens para os governos. Não há nada pior do que um povo exigente.».

As palavras foram ditas por António Lobo Antunes.

Nunca, na verdade, li uma só página escrita por si mas não creio que, só por lê-lo, alguém se possa considerar mais culto ou intelectual, por assim dizer, do que outros.

Li, no entanto, uma entrevista sua dada há não muito tempo.

Limitei-me, assim, a transcrever um excerto do que li uma vez que concordo absolutamente com o ‘teor’ da observação feita.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D