Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

13
Set17

De Espanha à Bulgária

Ricardo Jorge Pereira

No dia em que o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, fez o discurso sobre o estado da União (Europeia, pois), acho que é pertinente recordar as conclusões de um estudo organizado pela mesma Comissão Europeia - “Flash Eurobarometer 450: Future of Europe – Views from outside the EU”1.

Já teci aqui no blogue críticas sobre as generalizações propostas por tais estudos de opinião.

Opto, por isso mesmo, por fazer a minha própria “leitura”.

Que é esta: algumas pessoas (muitas?) que vivem em países que se situam fora das fronteiras físicas da União Europeia têm, desta mesma União, uma percepção positiva.

As vagas migratórias, antigas e recentes, que a Europa tem acolhido prová-lo-ão.

Reconheço, enquanto cidadão de um país que é membro da União Europeia (mas que se situa fora do eixo político Espanha-Bulgária…), as vantagens sociais, económicas e culturais de pertencer a esta União.

Mas reconheço, igualmente, enquanto cidadão de um país que é membro da União Europeia, as desvantagens sociais, económicas e culturais de pertencer a esta União.

Comparando, ainda assim, com aquilo que vou lendo, vendo e ouvindo acerca de outros locais do mundo, posso dizer: relativizar, sempre.

1 «Os Eurobarómetros Flash são organizados e compilados a partir de entrevistas telefónicas feitas a pedido de qualquer serviço da Comissão Europeia. Os estudos flash permitem à Comissão a obtenção de informação de uma forma relativamente rápida e “focada” em grupos específicos».

 

O Eurobarómetro “ Future of Europe - Views from outside the EU” «foi realizado entre 20 e 25 de Fevereiro de 2017 em onze países não membros da União Europeia: Austrália, Brasil, Canadá, China, Índia, Japão, Noruega, Rússia, Suíça, Turquia e Estados Unidos da América. Esta é a primeira vez que um Eurobarómetro “olha” para a União Europeia de uma forma global. Foram entrevistadas 11.035 pessoas telefonicamente (telefones fixo e móvel) com excepção das feitas na Índia já que as entrevistas foram conduzidas pessoalmente. Aos entrevistados foi perguntado de que forma “viam” a União Europeia, quais pensavam ser os seus valores e mais-valias e a sua influência política» no mundo.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D