Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

31
Jul17

Ordem: reduzir a população!

Ricardo Jorge Pereira

No início deste mês de Julho, o chefe de Estado francês, Emmanuel Macron, respondeu, na cidade alemã de Hamburgo, a uma questão que lhe foi colocada por um jornalista.

«Nada mais natural», dir-se-á.

Absolutamente.

No entanto, não foram poucas as vozes que o acusaram de ser «racista».

Macron falava a propósito da demografia africana.

«De nada havia servido a entrega de milhares de milhões de euros a países em que as mulheres tinham, ainda, sete ou oito crianças», observou.

Todavia, alguns dias depois, foram os próprios membros da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (a CEDEAO. Esta agrupa, de resto, os representantes de 15 países), os da Mauritânia e os do Chade que, através de uma declaração emitida na capital do Burkina Faso, Ouagadougou, “a dar-lhe razão”: «Os deputados da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (…), da Mauritânia e do Chade sublinharam no sábado [22 de Julho de 2017] querer limitar a três o número de filhos por mulher com o intuito de baixar para cerca de metade, até 2030, aquela que é a taxa de fecundidade mais alta do mundo».

Ou seja, os parlamentos dos países em causa deveriam ‘impelir’ os respectivos governos a adoptarem e a colocarem em prática políticas para limitar a taxa de fecundidade das mulheres desses países e, desse modo, reduzir o boom demográfico1 “harmonizando-o” com o crescimento económico dos mesmos.

Mas que políticas?

Aumentar o nível de educação das mulheres, facilitar e promover o acesso universal ao planeamento familiar e reforçar os esforços para melhorar a taxa de sobrevivência das crianças.

Louvo os objectivos ambicionados e as medidas propostas.

 

 

1 Cada mulher que vive na região tem, em média, 5.6 filhos, a mais elevada do mundo. Segundo a Organização das Nações Unidas, o espaço da CEDEAO acolherá em 2050, se nada for feito, cerca de 1000 milhões de habitantes.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D