Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

uso externo

uso externo

24
Jul17

Património de todos

Ricardo Jorge Pereira

«Existe em Portugal um conjunto de monumentos e sítios que são património da humanidade. Sem dúvida, eles pertencem à nação que os ergueu, ou habitou, e cuja história, em muitas páginas, com eles se confunde. Mas a humanidade inteira também aí pode a justo título rever-se, ao mesmo tempo que se constitui responsável pela sua conservação. Memórias de um povo, lugares poupados à usura do tempo e ao passar de civilizações, esse património transcende, por assim dizer, as referências temporais e espaciais em que sobrevive, impondo-se à consciência dos homens como um bem comum, uma herança universal que é necessário legar às gerações futuras».

Foram estas algumas das palavras que Diogo Pires Aurélio escreveu, em 1999, enquanto comissário geral da United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (a UNESCO) em Portugal como “introdução” ao primeiro volume do livro Património da humanidade em Portugal (preparado por João Paulo Sacadura e Rui Cunha e publicado com a chancela da Editorial Verbo).

Foram, por exemplo, em 2015, mais de quatro milhões de pessoas aquelas que visitaram os monumentos, palácios e museus sob a tutela da Direção-Geral do Património Cultural.

E, de acordo com os dados revelados pelo Primeiro [e, até ao momento, o único] Estudo de Públicos de Museus Nacionais, 53% desses visitantes dos museus, palácios e monumentos nacionais foram estrangeiros e 47% foram portugueses.

De resto, os museus, os monumentos e os palácios tutelados pela Direção-Geral do Património Cultural contabilizaram, nos primeiros seis meses de 2016, mais de 2.2 milhões de entradas.

Ou seja, 19% mais do que no mesmo período do ano anterior.

Dos visitantes que responderam em relação à sua nacionalidade, cerca de 1.3 milhões eram estrangeiros e 730 mil portugueses.

Justamente, um património que se fez com o contributo cultural (e não só…) de tantos e ao longo de tanto tempo só poderá ‘viver’ se for considerado de todos.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D