Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

22
Set17

Percepção e realidade

Ricardo Jorge Pereira

Estando, há meses (no fim de Janeiro deste mesmo ano), a ouvir o programa radiofónico Debate Africano (transmitido na RDP África), deparei-me com uma frase do ‘moderador’ que me fez pensar: «hoje estamos no tempo da percepção».

Na verdade, tinha lido, algum tempo antes, uma outra frase.

Esta da autoria de Miguel Lobo Antunes, administrador da Culturgest (Fundação Caixa Geral de Depósitos): «Não estamos habituados a pôr em causa o que achamos evidente. Muitas vezes, porém, o que é evidente não é tão verdadeiro como à primeira vista podemos pensar. Há muita coisa que se interpõe entre o nosso olhar e a realidade».

Concluí, por isso, que «percepção» era uma coisa e «realidade» era outra coisa.

Por vezes oposta…

Se é verdade que algumas tradições culturais e intelectuais europeias há séculos que vêm acentuando a supremacia do sentido “visão” na formação das percepções, não é possível esquecer a importância da mediação de outros meios (sobretudo de base tecnológica) no tratamento de alguma informação.

Ou seja, a percepção é a interpretação que damos a uma qualquer situação/«realidade» que nos chega por via directa ou indirecta: de forma directa quando a vivemos in loco e, indirectamente, quando a vemos ou ouvimos por intermédio de outrem (num bloco noticioso na televisão ou folheando as páginas de um jornal, por exemplo).

A «realidade», essa, foi, é e será, sempre, a «realidade».

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D