Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

14
Ago17

Um museu para Diogo Cão

Ricardo Jorge Pereira

Quando, em Vila Real, li esta inscrição


SEGVNDO A TRADIÇÃO

NESTA CASA NASCEV

DIOGO CÃO ESCVÐ

IRO DA CASA Ð D. JOÃO II QVE Ð

1482 A 1486 ÐSCOBRIV E EXPLO

ROV A COSTA OCIDENTAL Ð AFRICA

ÐEÐ O RIO ZAIRE À SERRA PARDA

 

não me recordei – imediatamente, pelo menos –, do facto de Diogo Cão ter, em 1479 (ou em 1480, não tenho a certeza), aprisionado, no Golfo da Guiné, um pirata/corsário francês e o ter trazido para Portugal.

Recordei-me, na verdade, das aulas de História que tive na escola.

E no muito que nelas me falaram dos Descobrimentos (ou ‘Achamentos’…) portugueses e de alguns dos seus ‘actores’ principais.

Ora, Diogo Cão foi um deles.

Percebi, entretanto, que, em Vila Real, apesar de aí ter, provavelmente, nascido Diogo Cão, não existia qualquer núcleo museológico que o homenageasse e, assim, dignificasse a sua figura e a sua acção como navegador ao serviço da Coroa portuguesa.

Vila Real e Portugal mereciam-no.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D