Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

18
Jun18

Acautelar o futuro

Ricardo Jorge Pereira

«Como sociedade, todos temos que nos interrogar como é possível que pessoas que vivem na Alemanha e, até, nasceram e cresceram aqui, podem ser apoiantes de um grupo brutal, inumano e fundamentalista como o Estado Islâmico [EI]. Na Alemanha, o EI ameaça tornar-se um refúgio para jovens frustrados com a ausência de perspectivas de futuro.».

Estas foram algumas das palavras proferidas pela vice-presidente do parlamento alemão (o Bundestag), Claudia Roth, numa entrevista concedida ao jornal Die Welt e que foi publicada no início de Outubro de 2014 na sequência de confrontos, em Hamburgo, entre membros de grupos muçulmanos rivais.

Subscrevi e subscrevo por completo estas palavras sugerindo que a nossa indignação enquanto membros da sociedade – na alemã, na francesa, na espanhola ou na portuguesa, entre outras – não se fique, apenas, nas interrogações mas que nos leve a agir.

E, acrescento, de forma urgente.

Até porque nem creio que seja assim tão difícil perceber que qualquer ideário xenófobo e extremista (como o defendido – e executado – pelo EI, por exemplo) tem procurado e procurará sempre tornar-se «um refúgio para jovens frustrados com a ausência de perspectivas de futuro» preenchendo, assim, uma espécie de vazio originado pelo fracasso dos modelos de socialização propostos (impostos…) pelos sistemas de organização social, económica e cultural tradicionais.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D