Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

09
Abr18

Contributo para uma sociedade opaca

Ricardo Jorge Pereira

Muitos estranhariam que, em Portugal, o ‘mundo’ judicial não fosse também caracterizado pela utilização de uma linguagem própria.

Creio, pois, que essa era uma das formas de se afirmar o carácter de um ‘mundo’, político e profissional, orgulhosamente diferente do resto da sociedade.

No entanto, seria inevitável, penso, a ‘contaminação’ da linguagem que muitos cidadãos ditos comuns usavam e usam no seu dia-a-dia pela chamada “linguagem jurídica”.

O objectivo seria no fundo, talvez, usar-se uma linguagem “especial” para impedir a sua fácil interpretação por todas e por todos e propagá-la, depois.

Evitei, por isso mesmo, cair nessa armadilha social e política – disfarçada de linguagem jurídica… – e informei-me.

Assim, em vez da palavra mentira ouço, muitas vezes, a palavra inverdade e em vez da expressão roubo de dinheiro ouço, frequentemente, a palavra peculato.

Ora, para mim uma mentira é uma mentira e roubo de dinheiro é roubo de dinheiro.

Sem artifícios nem habilidades.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D