Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

18
Jan18

Diálogo, sempre - parte II

Ricardo Jorge Pereira

Sempre gostei de bibliotecas.

Pouco me interessa, por isso, saber qual é a biblioteca mais antiga do mundo ou aquela que foi já considerada a mais solitária, por exemplo.

Interessa-me é destacar a democraticidade do acesso a tais espaços e aos recursos e materiais neles presentes.

Democraticidade que, de resto, só existe, por vezes, no plano meramente teórico…

Estou a referir-me, claro, às bibliotecas públicas.

De facto, percepcionando as bibliotecas públicas como equipamentos culturais e sociais que se constituem não apenas como portas de acesso local ao conhecimento mas, também, – segundo o Manifesto da UNESCO sobre Bibliotecas Públicas, de 1994 – como ‘fornecedoras’ das «condições básicas para a aprendizagem ao longo da vida, para uma tomada de decisão independente e para o desenvolvimento cultural do indivíduo e dos grupos sociais», não creio ser difícil aceitar que «os serviços da biblioteca pública devem ser oferecidos com base na igualdade de acesso para todos, sem distinção de idade, raça, sexo, religião, nacionalidade, língua ou condição social». Nem que «Serviços e materiais específicos devem ser postos à disposição dos utilizadores que, por qualquer razão não possam usar os serviços e os materiais correntes, como por exemplo, minorias linguísticas, pessoas com deficiências, hospitalizadas ou reclusas».

Neste sentido, o manifesto da UNESCO sobre bibliotecas públicas estabeleceu algumas missões – chave: criar e fortalecer hábitos de leitura nas crianças (desde a chamada primeira infância), oferecer possibilidades de um criativo desenvolvimento pessoal, promover o conhecimento sobre a herança cultural, o apreço pelas artes e pelas realizações e inovações científicas, facilitar o acesso às diferentes formas de expressão cultural das manifestações artísticas, fomentar o diálogo intercultural e, em especial, a diversidade cultural e facilitar o desenvolvimento da capacidade de utilizar a informação e a informática.

Assim, as bibliotecas públicas como ‘sítios’ capazes de incentivar a integração social e, pois, o diálogo entre todos.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D