Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

26
Jul18

Esquerda, direita, Aleixo

Ricardo Jorge Pereira

Li na passada semana, no jornal Público, uma entrevista a Maria José Morgado, magistrada e procuradora distrital da comarca de Lisboa.

Cito, por isso, um excerto com o qual estou (quase) perfeita e absolutamente de acordo.

 

«No país, perdeu um bocado o sentido ser de esquerda ou ser de direita. Acho que se calhar tem mais sentido ser honesto, defender interesses de transparência e de integridade que às vezes não têm a ver com ser de esquerda ou ser de direita.».

 

Quase porque substituo «perdeu um bocado o sentido» por “já há muito que perdeu todo o sentido”, «se calhar» por “de certeza absoluta” e «às vezes» por “nunca”.

Admito, de resto, que neste exacto momento me estou a lembrar de uma quadra escrita pela mão do poeta popular nascido no fim do século XIX António Aleixo:

 

«Sei que pareço um ladrão

mas há muitos que eu conheço

que sem parecer o que são

são aquilo que eu pareço.».

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D