Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

22
Mar18

Migrações internacionais

Ricardo Jorge Pereira

«Apesar de ser um processo tão antigo como a humanidade, crucial para o desenvolvimento e mais decisivo para a ascensão e queda de qualquer entidade política organizada do que qualquer outro fenómeno social, a verdade é que nenhuma sociedade tem conseguido gerir a imigração internacional de forma efectiva e tirando disso vantagens».

Cito esta frase a partir de um artigo (publicado pelo jornal Expresso no início de Agosto de 2003) de Feliciano Barreiras Duarte, então Secretário de Estado – Adjunto do Ministro da Presidência (o até há poucos dias secretário-geral de um partido político, o PSD, e indivíduo investigado pela Procuradoria-Geral da República), com o título “Desafios da imigração e da integração”.

Que o citou, ele também, de um trabalho de Demetrios G. Papademetriou, especialista internacional no estudo das migrações.

Ora, creio ser claro que o facto de alguém dizer que, até um determinado momento histórico, nenhuma sociedade foi capaz de assegurar uma eficaz gestão da imigração e retirar daí vantagens é, pura e simplesmente, uma opinião.

Com, pois, o cariz de subjectividade que ela implica.

A minha opinião é precisamente a oposta de tal autor.

Cito, em minha defesa, o exemplo da sociedade norte-americana (à qual me referi já ‘inúmeras’ vezes e à qual, certamente, me voltarei a referir…).

Após o quase extermínio total dos habitantes nativos da terra que viria, depois, a chamar-se “Estados Unidos da América” (EUA) – os índios (também pejorativamente designados de “peles vermelhas” –, a sociedade norte-americana (ainda maioritariamente de origem anglo-saxónica) conseguiu, pouco a pouco, ‘afirmar-se’ no “palco” das relações económicas e financeiras de todo o mundo (e no da política, no das relações internacionais e no da cultura, sobretudo) graças ao contributo, pois, de imigrantes de origem anglo-saxónica, de africana, sul-americana, europeia (em geral), asiática, por exemplo.

De facto, todos, exceptuando os referidos índios, são imigrantes nos EUA.

Mais ou menos recentes, claro.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D