Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

29
Jun18

O café

Ricardo Jorge Pereira

«Gostar de café não significa gostar de qualquer café».

Eram estas as palavras que serviam, há alguns dias, de ‘introdução’ a um texto de um (ou uma) blogger aqui ‘alojado/a’ no portal SAPO.

Concordo em absoluto.

Escrevo agora, no entanto, a partir de uma outra dimensão do café: a da sua produção.

Por exemplo, o país que mais produz – e vende – café no mundo é o Brasil.

O segundo maior produtor é o Vietname.

Como li, há tempos, no verso de um pacote de açúcar que ‘acompanhava’ um café que pedi, «O Vietname é o 2º maior produtor de café e é também o maior produtor da variedade Robusta. O café é a maior fonte do país envolvendo mais de 2,6 milhões de pessoas. A região centro-sul de Dak Lak é a principal região de cultivo de café.».

Ou seja, o consumo moderado de café não só é benéfico para a saúde de quem o bebe (como todos os estudos que li garantiam) mas pode também ser moderadamente ‘saudável’ para a economia de uma comunidade e, até, de um país trazendo-lhe a criação de empregos e receitas.

Significando “moderadamente saudável” que a economia local, local e/ou regional não depende tanto da produção – e venda – de uma determinada matéria-prima (neste caso, o café) que a torna (muito) vulnerável a ‘oscilações’, internas e externas…

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D