Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

uso externo

uso externo

08
Out18

O eleito

Ricardo Jorge Pereira

As palavras que agora escrevo não são sobre o escrito de Thomas Mann.

Elas são, sim, sobre a eleição brasileira que ontem decorreu.

No exacto momento em que estou a escrever estas palavras sei já que dois candidatos passaram à segunda volta desse acto eleitoral (ou «segundo turno», conforme se diz no Brasil).

Não creio, todavia, que seja muito importante saber quem será o próximo presidente do Brasil e a sua equipa.

A verdade é esta: quem quer que vá ‘comandar’ o colosso sul-americano não vai, “simplesmente”, ter dinheiro para poder cumprir as inúmeras promessas feitas: um texto escrito por Paulo Trevisani e Jeffrey T. Lewis (e publicado na edição digital do jornal The Wall Street Journal com o título “In Brazil, Big Plans and No Money”) veio já explicar que o futuro executivo brasileiro dependerá sempre de empréstimos para poder sustentar as suas políticas.

Ou seja, muito mais relevante do que saber quais serão as caras que ‘governarão’ o Brasil nos próximos tempos é saber que o melhor ou pior bem-estar dos cidadãos do país, sobretudo, estará nas mãos dos credores mais ou menos habituais.

Estes é que – como sempre, aliás – decidirão.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D